Análise de Mercado – Brasileirão 2021 – Parte IV

Análise de Mercado – Brasileirão 2021 – Parte IV
Pedro Henrique

Chegamos na última parte de nossa análise das equipes brasileiras e a indicação de um reforço pontual. Na última parte, teremos o desafio de usar nosso sistema de Big Data para entender como as 5 equipes mais bem colocadas do Brasileirão 2021 até o momento podem se aprimorar ainda mais. 

5. Flamengo

 

Atual bi-campeão brasileiro, o Flamengo apresenta uma performance formidável, sendo a melhor equipe do campeonato em 8 de 16 índices de performance efetiva do Scoutpanel. 

 

A margem de melhora da equipe é mínima dentro do campeonato brasileiro, todavia ao pensar na manutenção da competitividade da equipe, notamos que muitos de seus jogadores, principalmente os ofensivos estão na idade de auge performático e a tendência com o passar dos anos é uma queda natural de rendimento. O Flamengo contratou Andreas Pereira junto ao Manchester United, mas a adição de um extremo com potencial de desenvolvimento seria um passo importante para o processo de transição do elenco atual. 


A sugestão

O Paraguaio Ramon Sosa, de apenas 21 anos foi contratado este ano pelo Olímpia e vem chamando atenção na liga, além de já ter jogado na Libertadores, tendo excelente experiência para um atleta de sua idade. Apto a jogar em ambas as pontas e como meia-atacante, investir no atleta neste estágio acarretará em um baixo investimento financeiro ao considerar o potencial que ele pode atingir na sua carreira, além de poder formar o atleta dentro da filosofia do clube e com a convivência diária dos jogadores que hoje estão no clube carioca. Naturalmente há pontos de melhoras no atleta, mas em apenas sua segunda temporada como profissional, Ramon já destaca-se no Paraguai. 



4. Red Bull Bragantino

Uma equipe jovem e de alto potencial, conforme a filosofia da franquia Red Bull. Em apenas três temporadas a equipe ascendeu à elite e figura entre as primeiras colocações, deixando evidente a ambição do projeto, mas o que falta para a equipe tornar-se ainda mais competitiva?  


Com um ataque sólido a equipe tem pontos a melhorar defensivamente, tendo a defesa mais vazada entre os 6 primeiros times da competição junto ao Athletico. Os dados refletem bem o modelo de jogo do Red Bull: a equipe é a melhor da competição em passes bloqueados e interceptações em momentos e zonas de relevância ofensiva, ilustrando a pressão imediata e alta tão bem executada pela equipe, mas o problema é quando o adversário consegue quebrar tal pressão, neste caso a equipe de Bragança tem dificuldade em recuperar a posse por meio de desarmes, estando abaixo da média do campeonato. 

 

 


A Solução

Transferido para o Benfica em 2019 e formado nas categorias de base do São Paulo, Morato é titular absoluto da Equipe B das Águias. Com convocações para a seleção brasileira de base e se enquadrando no perfil de jovens atletas com alto potencial preteridos pelo Red Bull. Sólido na defesa e com excelente conforto e técnica com a bola nos pés, imagina-se que o atleta demandaria um alto investimento, mas com um potencial de retorno competitivo e financeiro exorbitante. 

 

 


3. Fortaleza

A grande surpresa da temporada, o Fortaleza vem jogando um futebol eficiente e colecionando bons resultados na campanha. O treinador Juan Pablo Vojvoda é a sensação do campeonato e o time sonha com uma vaga na Libertadores ao final da temporada, todavia alguns pontos necessitam aprimoramento.


A equipe apresenta um excelente equilíbrio em sua performance ofensiva e defensiva. Apesar de só ter grande destaque em passes bloqueados a equipe encontra-se dentro da média em diversos atributos, mostrando sua solidez e capacidade de adaptar-se a diferentes cenários. A proximidade nos valores de diversos atributos abre um leque de possibilidades, mas como a nota geral de defesa é maior que a de ataque, o setor ofensivo deve ser priorizado como ponto de melhora.

A solução

Destaque do Sporting Cristal e com contrato em seus últimos 18 meses, o meia Cristopher Gonzales destaca-se pela polivalência, podendo atuar em todas as posições do meio-campo, como extremo ou atacante. Com 28 anos o jogador possui experiência em competições continentais e tal como a equipe do Fortaleza em si, possui qualidade em performance com ou sem a bola.

 

 

2. Palmeiras

Atual campeão da Libertadores, o Palmeiras mantém a tradição de competitividade na disputa de títulos. Com bom aproveitamento de atletas da base, junto a já firmados jogadores no cenário nacional, o Palmeiras é forte candidato ao título.

 

 

De forma concisa a equipe do Palestra Itália demonstra sua capacidade ofensiva, com índices satisfatórios na maioria dos 8 EPIs avaliados quando o time tem a posse da bola. A performance defensiva, apesar de polivalente é apenas a 13ª da competição. 


A Solução

Apto a jogar como volante ou zagueiro, o Colombiano Eder Balanta, atualmente no Club Brugge, da Bélgica tem como ponto forte em seu jogo o enfrentamento defensivo, com grande habilidade de desarme, mas também qualidade de passe. Comprado em 2019 por 2.4M de Euros e com contrato até 2024, o canhoto de 28 anos certamente demandaria o pagamento de transferência, todavia traria ao Palmeiras grande experiência, o auge de sua performance e a possibilidade de desempenhar em alto nível no campeonato brasileiro por pelo menos mais 4 anos.

1. Atlético Mineiro

Com um investimento massivo, o Galo montou uma verdadeira seleção, recentemente trazendo o atacante Diego Costa. A equipe está em um momento onde aparenta ser imbatível. Coesa, com qualidade técnica em todos os setores do campo e entrosada, o Atlético Mineiro é o time a ser parado neste campeonato.




A equipe conta com uma força ofensiva sem paralelos em termos de nomes e performance, todavia é possível notar certa fragilidade defensiva, ocasionada principalmente pelos atletas na primeira linha de meio campo. Buscar atletas jovens que acrescentem valor defensivo a equipe, sem perder a qualidade ofensiva, não apenas aprimorará o desempenho da equipe, como também servirá de fundação para os próximos anos do alvinegro. 

A solução

Formado no Vasco da Gama o meia Evander foi vendido ainda jovem à Dinamarca. Apesar de ter apenas 23, o jovem tem mais de 110 jogos pelo Midtjylland e é a estrela absoluta do time. Com contrato até 2024, será necessário investir em sua contratação, mas isso não aparenta ser problema para o Atlético no presente. É importante também mencionar que pela baixa idade e já tendo experiência na Europa, há grande possibilidade de obtenção de lucro com uma venda futura. 

 



Procurando outras equipes? Veja a Parte I, Parte II  e Parte III de nossa análise.

Tem alguma sugestão de artigo? Mande para nós

Quer saber mais sobre o Scoutpanel?

Gostaria de entender mais sobre os critérios de nossa análise?